COLETIVA OCUPAÇÃO | SÃO PAULO

Espetáculo: “Quando quebra queima”

Workshop: Novos levantes, Corpo coletivA
Ministrantes: Integrantes coletivA ocupação

Dia: 06 e 07 de junho | 09:30h às 13:30h | CCBB Sala 26  

Nº de participantes: 16 pessoas

Público-alvo: jovens atores e público em geral.

Sinopse do Workshop: Os 14 integrantes da coletivA ocupação (São Paulo/Brasil), propõem nessa residência o compartilhamento dos procedimentos e ferramentas de criação e pesquisa da companhia. Durante os dias iremos dividir com os participantes, dispositivos cênicos/pedagógicos comuns elaborados durante o processo de criação do espetáculo, “Quando quebra queima”. Esse encontro propõe uma experimentação performativa sobre a experiência do corpo insurgente dos jovens hoje, a partir do lugar político-pessoal que cada um de nós ocupa. Em um encontro único entre estudantes. Participam como intérpretes/provocadores todos os performers/estudantes da coletivA ocupação, grupo formado por estudantes de diferentes regiões periféricas de São Paulo e que participaram ativamente do movimento secundarista entre 2015 e 2016. Durante a criação de

“Quando quebra queima” investigamos o encontro entre arte e luta, teatro e educação, investigando possibilidades de liberar o corpo e fala coletivamente. Vamos propor improvisações de coro/multidão, jogos, música, dança para estudantes. Neste workshop vamos explorar a expressão como território de combate e levante a partir da criação colaborativa, ativando as possibilidades de explosões e pulsões que emergem de cada participante.

Sobre o grupo:
A primeira apresentação aconteceu em 2016, a convite da Casa do Povo, no encontro Performando Oposições. Em 2017, a coletivA foi convidada para criar uma performance para a MIT - Mostra Internacional de Teatro. Em 2017 apresentou na UNEAFRO, no Encontro de Antropologia VI ReAct, na USP, na Escola Nacional Florestan Fernandes MST. Foi convidada a participar do programa Laboratório de Estruturas de Flexíveis na Casa do Povo no lançamento do livro Negri no Trópico, da N-1 Edições com a participação de Antonio Negri. Em 2018 estreou seu primeiro espetáculo Quando Quebra Queima na Casa do Povo com temporada em seguida no Teatro Oficina. Apresentou no Festival IC de teatro em Salvador, e no Festival Crítica em movimento do Itaú Cultural, além de duas temporadas no Sesc 24 de maio e Sesc Vila Mariana. Em 2019 estreou na mostra oficial do Festival de Curitiba e realizou a sua primeira apresentação internacional no Festival Transform e Teatro Contact na Inglaterra. No segundo semestre de 2019 o grupo participará do Festival MEXE em Portugal.