QUANDO QUEBRA QUEIMA

RESTER VIVANT
28/05/2019
MI FIESTA
28/05/2019
 

Informações

Datas: 5, 6 e 7 JUN
Horário: 19h30
Duração: 90'
Local: Escola de Cinema Darcy Ribeiro - foyer (lotação 100 lugares)

 

"Quando quebra queima"

coletivA ocupação

Brasil/SP | 2018 | 90 min | Classificação indicativa: 10 anos

Direção: Martha Kiss Perrone
Dramaturgia: coletivA ocupação
Atuação: Abraão Santos, Alicia Esteves, Alvim Silva, Ariane Fachinetto, Beatriz Camelo, Gabriela Fernandes, Ícaro Pio, Letícia Karen, Marcela Jesus, Matheus Maciel, Mel Oliveira e Pedro Veríssimo.

Sobre "Quando quebra queima":
Criado pela atriz e diretora Martha Kiss Perrone com estudantes do movimento secundarista, "Quando quebra queima" é um dos destaques da temporada teatral de 2019 e, após a sua estreia, em São Paulo, já iniciou a sua primeira turnê internacional, com apresentações em dois festivais da Inglaterra, a partir de uma parceria estabelecida com o British Council. A encenação e os textos da montagem foram construídos a partir do encontro entre a diretora e um grupo de jovens estudantes secundaristas e de artistas de diferentes disciplinas, que formaram juntos a coletivA ocupação. A diretora e os jovens criaram cenas que remetem aos acontecimentos vividos pelos jovens durante o movimento secundarista ocorrido entre 2015 e 2016, em que estudantes realizaram manifestações e ocupações em escolas públicas para exigir mais investimentos e melhores condições na educação para alunos e professores, assim como a melhora na qualidade da merenda escolar e da infraestrutura das escolas. Na fronteira entre o teatro, a dança e a performance de rua, "Quando quebra queima" teve sua dramaturgia criada coletivamente, a partir das vivências e memórias dos performers-estudantes, que escreveram cenas a partir dos registros de seus diários, músicas, coreografias e fotografias, que se juntaram a vídeos realizados pela diretora.

Sobre coletivA ocupação:
A primeira apresentação aconteceu em 2016, a convite da Casa do Povo, no encontro Performando Oposições. Em 2017, a coletivA foi convidada para criar uma performance para a MIT - Mostra Internacional de Teatro. Em 2017 apresentou na UNEAFRO, no Encontro de Antropologia VI ReAct, na USP, na Escola Nacional Florestan Fernandes MST. Foi convidada a participar do programa Laboratório de Estruturas de Flexíveis na Casa do Povo no lançamento do livro Negri no Trópico, da N-1 Edições com a participação de Antonio Negri. Em 2018 estreou seu primeiro espetáculo "Quando quebra queima" na Casa do Povo com temporada em seguida no Teatro Oficina. Apresentou no Festival IC de teatro em Salvador, e no Festival Crítica em movimento do Itaú Cultural, além de duas temporadas no Sesc 24 de maio e Sesc Vila Mariana. Em 2019 estreou na mostra oficial do Festival de Curitiba e realizou a sua primeira apresentação internacional no Festival Transform e Teatro Contact na Inglaterra. No segundo semestre de 2019 o grupo participará do Festival MEXE em Portugal.